Quinta-feira, 1 de Março de 2007

Sou Mulher

 

      

               Óleo de Alfred Gockel

        Sou Mulher

                

Sou Mulher, e neste nome
trago do fundo do tempo 
um corpo que mata a fome 
uns seios com que alimento

Alimento com amor 
e com suor do meu rosto. 
Serei manjar ao sabor 
do homem e do seu gosto

Se doce, eu serei mel, 
quando ácida,  vinagre… 
Se amarga, eu serei fel 
sendo santa, sou milagre

Mas sou Mulher, e sou carne! 
Sinto na pele esta dor, 
no ventre do pensamento, 
no fogo do meu ardor!
 
 Sou afago, e sou batel 
 e fera com sua cria… 
 Sou a Torre de Babel, 
 e sou  paz com harmonia!

Sou Mulher, e serei fonte 
Ou talvez, seja nascente… 
Erva daninha no monte, 
não acredito e sou crente.
 
Serei rosa… ou malmequer? 
No amor que em mim confia; 
Além do nome Maria 
Meu orgulho é ser Mulher.
                              
              CarmenZita)
           (In Sentimentos )

sinto-me: Feliz por ser Mulher
música: Mirreille Matieux --- Je t'aime...
publicado por carmemzita às 00:39

link do post | comentar | favorito
11 comentários:
De Augusto P.Gil a 1 de Março de 2007 às 10:10
Belíssimo este teu poema. Uma descrição maravilhosamente bem feita da Mulher. Parabens Amiga, gostei muito.
Um beijinho
De carmemzita a 4 de Março de 2007 às 21:17
Obrigado amigo Gil, por teres expressado aqui a tua opinião.
Um beijinho
CarmenZita
De MT-Teresa a 1 de Março de 2007 às 21:16
Também me orgulho em ser mulher

Linda esta tua homangem a "nós"

Bjs

PS: Não precisas roubar imagens do meu Vivencias
leva as que quiseres..é a minha prenda...rsss
De MT-Teresa a 1 de Março de 2007 às 21:16
Ups...

homenagem

rsss
De carmemzita a 4 de Março de 2007 às 21:20
Obrigada Teresa por te manifestares...
Agradeço também a autorização para os desvios...rsrs
Um beijinho
CarmenZita
De Joaquim Sustelo a 6 de Março de 2007 às 23:25
Um poema forte, que corresponde à linda Mulher que és.

Deixo também aqui a minha


HOMENAGEM À MULHER



Dos anos que passaram pela História
Teus anos foram sempre dos piores
Não guardarás, Mulher, boa memória
De mágoas, de maus tratos, e de horrores


Devotam-te este dia, uma vitória
Mas nunca apagarão as tuas dores
De quando te tratavam qual escória
Mas na cama esperavam teus favores


Mulher sejas tu rica, sejas pobre
Do povo, doutra casta, culta, nobre
Mereces um lugar com distinção


És mãe, tratas teus filhos com doçura
No lar, na profissão, estás à altura
Aos homens, na revolta, és um travão.

Beijos
Joaquim Sustelo
De carmemzita a 10 de Março de 2007 às 01:53
Obrigado Joaquim
Pela ideia que tens de mim ,
e por trazeres um poema
à mulher,
escrito pla tua pena,
para o Sítio de bem querer...

Obrigada e vem sempre
que tua vontade quiser...

Beijinhos
CarmenZita
De Anónimo a 8 de Março de 2007 às 19:09
Parabéns para si e que tenha um BOM DIA 8.

Felicidades e muitos sucessos pessoais e profissionais.

sombra
De carmemzita a 10 de Março de 2007 às 02:16
A sombra nasce no dia
e vive do Sol com harmonia!..
Ao Meio-Dia, a sombra arde,
num fogor já derretido...
Mas a sombra aumenta à tarde
num crescente desmedido
espalhando-se na Terra
onde a noite tem dormido...

Obrigado pela visita, e pelos desejos de Tudo de Bom
que retribuo.
Volte sempre
CarmenZita

De Augusto P.Gil a 12 de Março de 2007 às 10:11
Amiga, sobre o teu lindíssimo poema já o comentei atempadamente...Pois gostei muito.
Agora, e porque sei que gostas muito deste meu poema e porque gostavas que ele figurasse no teu blog, já que foi dedicado á Mulher, cá vai...
Um Bj.

MULHER

Que te poderei dizer?
Como falar de ti?
Não sei.

Poderia dizer que és
O principio e o fim ,
De tudo.
Ou quase tudo,
Porque quem me perdi.

De ti ...
Brotei para o mundo.

De ti...
Recebi amor...
Ao longo da vida.

A ti recorri,
Recorro e no teu regaço
Me protejo.

Esteja feliz,
Triste ou apenas carente,
Em ti, procuro consolo.

De ti....
Palavras de conforto,
Sempre tenho.

Em ti....
Fonte de nascença,
nasce,
frutos de Amor.

Da tua pessoa
Companheira da vida,
Mesmo quando,
Por dias de saturação se passa,
Nasce esperança,
De um novo dia.

Mas quando fores lembrança,
Apenas e só...
Nasce a esperança
De te chamar...

Pelo teu nome...Mulher.

De carmemzita a 12 de Março de 2007 às 22:28
Gil, adorei!
A mulher ser Alfa e Omega de tudo...é lindo!
Claro que precisamos de vocês...os Homens,
mas gostei que o dissesses no poema.
Obrigado por acederes ao meu pedido.
Um beijo
CarmenZita

Comentar post

.mais sobre mim

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

.posts recentes

. Sou mulher, e fiz-me ao...

. Contigo

. Ode ao rio Douro

. Que vício!

. Foz do Lisandro

. A Promessa

. Gaivotas do meu País

. A poesia

. Cheires

. Que saudades

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2012

. Agosto 2012

. Janeiro 2012

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.pesquisar

 

.subscrever feeds