Segunda-feira, 3 de Dezembro de 2007

Nobre vagabundo...

Tirado da net

Nobre vagabundo


Era um velho doente e já reformado
não era indigente,   mas só, e isolado.
 
A pensão, de tão escassa...
Não dava pra renda.
 
Quando viuvou? A casa deixou;
Pois da refeição, mal dá pra merenda...
 
O filho que teve, morreu-lhe na guerra.
Nunca, outra alegria lhe sorriu na Terra!
 
Sua companheira e único elo
duma vida inteira?...
Com caldo quentinho, amor e carinho,
Lá fez o caminho, da dor derradeira!...
 
Vive a solidão maior que há no mundo!
Tem fome de pão, de amor, de ilusão…
Nobre vagabundo!...
 
M.L.C.

CarmemZita
14/10/07

(In Para sempre...)

publicado por carmemzita às 20:37

link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Beata da Aldeia a 3 de Dezembro de 2007 às 22:30
Eu até gosto daquilo que a menina escreve mas valha-me a Santíssima Trindade, que coisa mais triste de se escrever. Eu sei que isso tudo é verdade e até sinto na pele isso das reformas serem uma miséria, mas minha rica Espanholita veja-me lá se fica mais festiva está bem?
De carmemzita a 5 de Dezembro de 2007 às 00:51
Obrigada D.Beata pela sua visita...
Eu não estou triste...mas de vez enquando é preciso falar das tristezas, que vão pelo mundo...
Mesmo nos dias de Festa, notam-se mais ainda, as assimetrias sociais.
Um beijinho
De Visitante a 5 de Dezembro de 2007 às 13:53
De que serve ter o mapa
Se o fim está traçado,
De que serve a terra à vista
Se o barco está parado,
De que serve ter a chave
Se a porta está aberta,
De que servem as palavras
Se a casa está deserta?

Quem me leva os meus fantasmas,
Quem me salva desta espada,
Quem me diz onde é a estrada?

Palavras de Pedro Abrunhosa in "Quem Me Leva os Meus Fantasmas)

Beijinho, Cigana Linda
Visitante
De carmemzita a 5 de Dezembro de 2007 às 23:09
Olá amigo !
Cincidência ou não...o Abrunhosa e os seus Fantasmas, tem andado próximo de mim...rsrs
Obrigado por me visitares.
Um beijinho







De LP a 6 de Dezembro de 2007 às 19:21

Amiga, olá !
gostei do poema, apesar de ser triste, mas penso que o verdadeiro poeta tb. é sensível a uma realidade
que faz parte do nosso Mundo.
triste ou alegre, sempre quero ler poemas teus, ok?!

jinho
De carmemzita a 6 de Dezembro de 2007 às 22:53
Olá Lurdinhas!
Sempre deixas umas palavras de carinho.
Obrigada! Temos que ir lanchar.
Um beijinho

Comentar post

.mais sobre mim

.Quem vem lá????

online

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Relógio

0000rawp
   

.links

.A minha musica

.posts recentes

. Sou mulher, e fiz-me ao...

. Contigo

. Ode ao rio Douro

. Que vício!

. Foz do Lisandro

. A Promessa

. Gaivotas do meu País

. A poesia

. Cheires

. Que saudades

.Nomeação da Amiga Vivências

.tags

. todas as tags

.As Minhas Visitas

Circuit City Coupons
Circuit City Coupons

.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2012

. Agosto 2012

. Janeiro 2012

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.pesquisar

 

.Eu apoio a Raríssimas

.subscrever feeds